Melhores investimentos para 2021, após a pandemia

Ao final do ano, a maior parte das pessoas começam a traçar planos para o novo ano. Não apenas planos de trabalho e pessoais, mas planos de investimentos dos seus recursos financeiros para realizar os seus projetos.    

Nesse artigo, você encontra sugestões de investimentos para 2021 levando em consideração um contexto de pós-pandemia.

Como definir os investimentos para 2021

O ano de 2020 ficou marcado pelo contexto da pandemia e a necessidade de isolamento social. Certamente, como interferiu na vida das pessoas no mundo inteiro também teve consequências para os investimentos no mercado financeiro. 

Conforme uma estimativa do Fundo Monetário Internacional (FMI) existe uma estimativa de queda de 4,9% da economia mundial. Ou seja, a crise é mais profunda do que muitos tinham imaginado anteriormente.

Por isso é muito importante buscar as melhores oportunidades para investimentos e proteger os seus recursos financeiros das oscilações de mercado e capitais.

Saiba que antes de definir os seus investimentos financeiros para 2021, é preciso que estabeleça os seus planos e metas para o próximo ano. Com efeito, uma boa decisão de investimento depende de objetivos claros e definidos em curto, médio e longo prazos.

É o momento de pensar sobre as suas prioridades, tais como:

  • Comprar um apartamento novo;
  • Viajar de férias com a família;
  • Abrir o seu próprio negócio;
  • Pagar a faculdade dos filhos;
  • Fazer uma reserva de emergência;

Tendo definido com clareza os seus objetivos e determinado uma ordem de prioridade é o momento de pensar nos investimentos. Por isso, um ponto de partida é considerar se o investimento será de curto, médio ou longo prazo.

Investimentos em Renda Variável 

Os investimentos em renda variável são uma boa sugestão para 2021, pois o mercado demonstra sinais positivos para esses ativos. Nesse sentido, são os investimentos em:

  • Ações do país;
  • Fundos imobiliários;
  • Ações internacionais (stock).

Uma análise da Sunoresearch esclarece que as ações da bolsa brasileira continuam com valores atrativos mesmo depois das quedas do Ibovespa no decorrer da pandemia. 

Um aspecto que explica essa positividade é que o Ibovespa quando avaliado em dólares está apresentando um valor mais baixo em relação a outros períodos passados. Ou seja, a desvalorização do real favorece a cotação das ações no mercado internacional.

Já para os fundos imobiliários (FIIs) as expectativas são de recuperação dos valores desses ativos ligados ao mercado de imóveis comerciais. Nesse sentido, ainda existem fundos que estão sendo negociados com valores justos e indicam um bom investimento para 2021.

Os investimentos em ativos internacionais (stocks) estão sendo esperados devido a elevada possibilidade de alta em função do crescimento das empresas e queda dos valores em 2020. 

Renda Fixa 

Se você tem em vista formar uma reserva de emergência é interessante diversificar os investimentos em ativos mais conservadores para ter dinheiro para eventuais oportunidades.

Os investimentos em renda fixa tem a característica de oferecerem segurança e liquidez.  Mesmo não apresentando uma rentabilidade elevada, são uma boa opção por não apresentarem riscos elevados e nem alta volatilidade. 

Nesse sentido, os investimentos em renda fixa mais aconselháveis para 2021 são:

  • Tesouro Selic;
  • CDB pós-fixado com liquidez diária;
  • Fundo de Renda Fixa DI. 

Uma análise da Sunoresearch esclarece que o investimento em títulos públicos do Tesouro Selic é adequado para os investidores que desejam formar uma reserva ou juntar dinheiro para um objetivo de curto prazo. Desse modo, as vantagens de uma aplicação nesses títulos são:

  • Oferecem baixo risco;
  • Acessíveis para pequenos investidores;
  • Apresentam alta liquidez.  

Já para o CDB pós-fixado com liquidez diária, que é um título de renda fixa emitido pelos bancos, funciona como se fosse um empréstimo. Por isso, as taxas são mais atraentes, inclusive superiores aos rendimentos da poupança.

Escolher o CDB com liquidez diária é interessante para o caso de necessitar resgatar os valores a qualquer momento.

Em relação aos fundos de renda fixa, que usualmente tem 80% dos recursos captados aplicados em ativos tais como: títulos públicos, CDB, LCI, LCA, Debêntures e 20% em derivativos.

Os fundos de renda fixa são interessantes para os investidores que desejam diversificar a sua carteira para 2021 e têm objetivos de curto prazo.  

Portanto, apresentamos as melhores sugestões de investimentos para 2021 tanto em renda variável quanto em renda fixa. Agora, é com você definir os seus objetivos de investimentos para realizar as suas aplicações.

2 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *