Dívida em Bancos e Financeiras, como resolver?

Muitos brasileiros de hoje ainda não sabem como usar seu dinheiro adequadamente e por isso acabam criando dívidas que poderiam ser facilmente evitadas se houvesse um planejamento financeiro antes.

Mas, e se não houve esse planejamento e agora você está em dívida com seu banco, como fazer para quitar essa dívida? Este artigo trará alguns passos para te ajudar a resolver esse problema.

De acordo com uma pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), apontou que no começo do ano de 2019, 62 milhões de pessoas estavam endividadas, com o CPF negativo.

Dívida como resolver

Levando em consideração uma pesquisa feita pelo IBGE no mês de Julho de 2019, o Brasil tem uma população equivalente a 202.786.562 de habitantes, sendo que 62 milhões desses brasileiros estão endividados, isso corresponde a aproximadamente 30,57% da população brasileira. É um número grande e chega a assustar.

Passos para acabar com suas dívidas

⦁ Anotar tudo:

Se você tem controle de tudo o que você gasta por mês, as chances de conseguir diminuir seus gastos são maiores.

Uma tabela simples feita no Excel já pode ajudar e muito. Divida sua tabela por mês e por segmentos como: mercado, farmácia, energia, gás, escola, gastos extras, lazer, emergências e etc, independente de onde você gasta.

Uma tarefa simples como essa, já pode aliviar bastante sua situação financeira.

⦁ Objetivos:

Agora que você já tem tudo anotado sobre seus gastos, você precisa de um objeto.

Se o seu plano for poupar dinheiro, você deve saber onde pode economizar.

Se seu objetivo for ganhar mais dinheiro para conseguir bancar tudo o que você precisa, talvez você precise de um novo emprego ou de algo que você possa fazer para ganhar um dinheirinho a mais no final do mês.

O importante é ter um objetivo e conseguir fazer dar certo.

⦁ Poupar dinheiro:

Fazendo uma tabela simples como foi dito no item anterior, você consegue ver mais facilmente onde pode ser economizado.

Se você, por exemplo, tem um gasto muito grande com a energia, veja onde você pode diminuir.

Talvez tirando da tomada os aparelhos eletrônicos e domésticos que você não está usando no momento ou deixando de usar seu ar condicionado toda noite, já seria uma economia.

São passos simples como esses que ajudam as pessoas a economizarem dinheiro e ter uma vida financeira mais tranquila e saudável.

 

⦁ Contrato com a financeira:

Se você já conversou com seu banco e conseguiu uma negociação, toma cuidado com o contrato.

Leia com atenção e veja que não existe nenhuma irregularidade.

Muitos assinam o contrato achando que encontrou a solução sendo que na verdade, acabou de criar outro problema, por isso, ler seu contrato é extremamente importante.

Dívida em Bancos

⦁ Negociação com o banco:

Umas das opções é a boa conversa.

As vezes um bate papo com o (a) gerente do banco expondo todo a situação já poderia ajudar bastante e ter um norte do que seria a resolução dos seus problemas.

Existem várias formas de entrar em contato com seu banco, escolha aquela que você acha que terá melhor resultados.

⦁ Parcelas Menores é Sinônimo de Dívida?

Muitas das vezes o banco irá lhe mostrar uma solução que parecerá muito agradável, mas se você não prestar atenção, cairá em outra armadilha.

Essa opção nada mais é que a diminuição da parcela, só que com juros muito mais altos.

Esse detalhe as vezes passa despercebido na correria do dia e da urgência, e por isso você deve ter calma e como já foi dito antes.

Ler com bastante cuidado tudo que você assina e o que está sendo proposto.

⦁ Empréstimo X Dívida:

Uma opção que chama bastante a atenção de quem precisa de dinheiro para quitar uma dívida com o banco é o empréstimo.

Ele pode, ou não ser uma boa solução, isso tudo depende de qual empréstimo estamos falando e de como você ira usar. 

Não adianta nada usufruir do empréstimo para quitar uma dívida e acabar criando outra, por isso analise sua situação e veja se essa realmente é a melhor solução ou se existem outras que podem ser mais benéficas para você e seu bolso.

⦁ Mudar de instituição ajuda se livrar da dívida?

Essa é uma opção pouco conhecida pelas pessoas mas que podem ser muito úteis na hora que quitar sua dívida.

Você pode transferir sua dívida para outra instituição, onde as taxas de juros sejam menores e que você consiga fazer uma negociação que realmente seja possível cumprir.

Nada adianta permanecer em um banco sendo que você sempre estará em dívida com ele.

As vezes mudar de instituição pode dar aquela aliviada financeiramente que você tanto precise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *