Como administrar seu capital de giro

Capital de Giro: O que é e como administrar!

A administração do capital de giro, é um passo primordial para manter uma empresa muito bem equilibrada. Afinal, é justamente com o capital de giro estabelecido que vai fazer a empresa funcionar. Porém, em contrapartida muitas empresas, principalmente as de primeira viagem ainda deixa isso a desejar. O que pode levar a problemas futuros do funcionamento dela.

Mas afinal o que é capital de giro e como administrar? É exatamente o que você vai aprender neste post!

O que é capital de giro?

Capital de giro é o dinheiro que você precisa para manter a empresa em operação. Ou seja, é o dinheiro para pagar fornecedores, contas a receber, estoque, impostos e as despesas operacionais no geral.

Capital de Giro

Portanto, podemos notar que se você não tem o capital de giro bem administrado, isto pode resultar em problemas em toda área operacional da empresa.

Qual a diferença entre capital de giro e fluxo de caixa?

É muito comum as pessoas ainda terem dúvidas sobre a diferença entre capital de giro e fluxo de caixa. Aliás, muitos ainda acreditam que essas duas coisas são iguais. Porém, o fluxo de caixa trata-se do movimento de entrega e saída do dinheiro, ou seja, como ele é gerenciado.

Logo, podemos notas que fluxo de caixa e capital de giro não é a mesma coisa. Porque o fluxo é o gerenciamento e o capital de giro é o dinheiro disponível para o funcionamento da empresa.

Como calcular o capital de giro?

O primeiro passo para administrar o capital de giro é saber calcula-lo. Afinal, você precisa primeiro estabelecê-lo para começar a administrar e organizá-lo. Então para calcular você vai fazer isso calculando o capital de giro liquido. Isto é, um montante ativo no qual leva em consideração todos os ativos disponíveis. Veja como você calcular:

CGL= AC – PC

CPL= Capital de Giro Líquido

AC= Ativo Circulante

  • Dinheiro para receber;
  • Dinheiro no banco;
  • Estoque de mercadoria;
  • Aplicações financeiras.

PC= Passivo Circulante

  • Empréstimos;
  • Contas a pagar;
  • Fornecedores.

Para ficar mais simples de entender, veja um exemplo:

Suponhamos que uma empresa X tenha R$200 mil de ativo circulante e R$150 mil de passivo circulante. Então ficaria:

GCL= 200-150

GCL= 50

Agora veja um outro exemplo:

Suponhamos que uma empresa Y tenha 150 mil de ativo circulante e 180 mil de passivo circulante. Logo, percebemos que falta 20 mil ainda para repor o capital de giro. Sendo assim, a empresa precisará pegar empréstimos para repor este dinheiro.

Como administrar o capital de giro?

Os primeiros passos que é entender o que é capital de giro e como calcular já definimos, agora é necessário aprender a ter uma mentalidade empreendedora. Não adianta você saber o quão é importante o capital de giro e não ter disciplina para administrar. Veja algumas dicas que separei para te ajudar neste processo:

Faça parcerias com os seus fornecedores

Quando você decidir quais serão os seus fornecedores ou se você já tiver, renegocie o seu contrato propondo parcerias. Crie estratégias para que os custos sejam o mais barato possível. Afinal, se você conseguir economizar os custos, irá poupar dinheiro aumentando o seu capital.

Portanto, procure sempre crias estratégias para aumentar a sua margem de lucro.

Crie benefícios com pagamentos feitos a vista

Diferente das compras parceladas, os pagamentos feitos à vista ajudam a controlar mais o seu capital. Então para que os seus clientes prefiram comprar à vista ao invés de parcelar, proponha alguns benefícios. Seja um valor menor, você pode explicar as vantagens em comprar a visa ou descontos.

Evite financiar

Não importa o que você deseja comprar para sua empresa, sempre evite financiar. Assim como você propõem para os clientes o pagamento feito à vista, evite muitos parcelamentos e principalmente financiamento. Porque isso vai gerar uma grande bola de neve de juros e pode atrapalhar toda a parte financeira da empresa.

Porém, em contrapartida só faça pagamentos à vista se você tiver uma boa quantia de dinheiro, sendo o disponível para pagar e para ainda ter dinheiro sobrando no caixa. Caso você não tenha, parcele pela menor quantidade possível.

Seja pontual

Ser pontual com todas as suas despesas também ajuda a ter um controle maior. Além disso, é necessário sempre anotar as datas de cada despesa para você conseguir identificar exatamente onde está o erro quando tiver falhas. Afinal, erros também acontecem no processo de uma empresa.

E então você ficou com alguma dúvida? Este artigo respondeu o que você precisava? Não se esqueça de deixar nos comentários a sua opinião!

Se você gostou sugiro que leia nosso artigo sobre como organizar suas finanças pessoais

3 comentários sobre “Como administrar seu capital de giro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *